Category: Músicas Afro-Européias


afrikafunk.jpgA receita é interessante: pegue músicos africanos, tempere-os com bastante James Brown e funk norte-americano, agite e deixe o som rolar. Afro beat, rhythm & blues de qualidade é o que promete essa compilação. Africafunk: The original sound of 1970’s funky Africa foi lançada em 1998 pela Harmless. São vários artistas, como Peter King, Wali & the African Carnival, Fela Kuti, Manu Dibango e Mulatu Astatqé, fazendo música boa para ouvir e dançar muito. Destaque para a faixa três (Hail the King), em que as flautas e tambores nos dão a sensação de uma perseguição em plena selva; e para a faixa sete (Expensive Shit), um fantástico groove instrumental com mais de treze minutos de pura black music made in África. Você não vai ficar parado.

Som Negro para você!

Anúncios

tama-nostalgie.jpg[texto publicado originalmente na extinta revista “Voice” em Maio de 1999]

Apesar da fusão existente entre o coração do império mandinga (algures entre o Mali e a Guiné Bissau) e a modernidade ocidental, “Nostalgie” mantém bem conservada toda a estrutura oriunda de África, sobressaindo a experiência e maturidade deste trio – TOM DIAKITÉ (do Mali, kora e n’goni), DJANUNO DABO (da Guiné Bissau, percussões) e SAM MILLS (de Inglaterra, guitarra) – em construir um disco tão enraizado quanto diversificado. O passado partilhado em palco com SALIF KEITA e MORI KANTE (por parte de TOMI) e ANGELIQUE KIDJO (por parte de DJANUNO) não os fez sofrer da síndrome da afro-europeização, entenda-se afro-francofonização. Até SAM MILLS (um dos fundadores dos experiementalistas ingleses dos anos 80, 23 SKIDOO), cujas experiências tecnológicas com o indiano PABAN DAS BAUL se aproximavam de um formato de fusão mais vistoso, está agora mais discreto, encarregando-se de pequenos pormenores. “Nostalgie” tem funk, blues, momentos de piano mais ‘jazzísticos’, vozes wassoulou carregadas de misticismo, muita ambiência à mistura, dominada pela guitarra (quase infinita, a la MICHAEL BROOK) de MILLS e pela filtragem em maquinaria de sons de hammonds, violoncelos, alaúdes. Tudo isto feito com um nível de refinamento elevado e global, assente em solo africano.

Faixas:

1. Nostalgie
2. Ta’aba
3. Idjo
4. Tama
5. Dambe
6. Soninke
7. Boula
8. Koko
9. Att (Amadou Toumani Toure)
10. Ta’aba (Radio Mix)

Som Negro para você!

african-groove1.jpgA tecnologia une-se aos ritmos tribais nesta fusão da música africana dance, eletrônica, hip-hop e funk.

O cd African Groove é uma coleão de músicas africanas que ressaltam as maneiras que o som moderno se fundiu com as tradições africanas. African Groove apresenta músicos africanos que experimentam com o hip-hop, os remixes e a programacão eletrônica como assim também artistas internacionais da música tecno que têm utilizado ritmos e estilos da África como inspiracão da música que marca tendências nas discotecas.

Faixas:

1. Issa Bagayogo  Saye Mogo Bana • (Mali)
2. Badenya  Boroto • (Burkina Faso)
3. Madeka  Mokote • (Ivory Coast)
4. Julien Jacob  Kalicom • (Benin)
5. A Peace of Ebony  Vadzimu • (Zimbabwe)
6. Hardstone  Uhiki • (Kenya)
7. Positive Black Soul  Wouyouma • (Senegal)
8. Dady Mimbo  Bouba (Cool) • (Cameroon)
9. Thievery Corporation  The Lagos Communique • (USA)
10. The Pleb  One for Senegal • (Italy/Senegal)
11. African Rhythm Travellers  Khululuma • (South Africa)
12. Ndumiso  Mofolo Hall • (South Africa)

Som Negro para você!