richard-bona-tiki.jpgConsiderado um dos maiores baixistas do Mundo, este talentoso músico é chamado de “o monstro”. Só que este “monstro” tem coração… Poucos músicos reúnem tanto consenso como este camaronês, cujo talento tem sido reconhecido nas atuações com alguns dos mais importantes nomes da música atual. Bona construiu um percurso musical único. Na fronteira do jazz, criou uma música com impressões digitais que a transformam e que a tornam carismática e inconfundível, temperando-a com um gostinho genuinamente universal.

Neste álbum, “Tiki”, Bona transporta-nos aos mais profundos meandros da África, local de mitos e intimidade ancestral.E não se pode esquecer, naturalmente, a importância da sua banda inter-racial, composta por músicos provenientes de África, da América e da Europa, com quem o artista cria um mapa de sonoridades muito características, no qual o público é convidado a participar ativamente. Multi-instrumentista, compositor e exímio contrabaixista, Bona possui uma voz suave, à qual não será alheia uma pitada de nostalgia.

“Imaginem um artista com a virtuosidade de Jaco Pastorious, a fluidez vocal de George Benson, o sentido musical e de harmonia de João Gilberto, e tudo misturado com a cultura africana. Senhoras e senhores, eis Richard Bona!”
Los Angeles Times

Faixas

01. Please Don´t Stop
02. Dipama
03. Tiki
04. Kivu
05. O Beta O Siba
06. Esoka Bulu (Night Whisper)
07. O Sen Sen Sen
08. Manyaka o Brazil
09. Three Women
10. Ba Senge
11. Ida Bato (Ancient Song 1789)
12. Akwa Samba Yaya
13. Calçadão de Copacabana
14. Samaouma
15. Nu Sango

Som Negro para você!